Cai valor de mercado de incorporadoras, mostra estudo. - Exame.com

São Paulo - Os atrasos de obras, estouros de Orçamentos e cancelamentos de vendas castigaram as ações das incorporadoras na bolsa de valores ao longo dos últimos quatro anos e meio, conforme mostra levantamento realizado pela Economática.

O valor de mercado das 19 empresas do setor recuou de R$ 47,31 bilhões no dia 31 de dezembro de 2009 para R$ 20,29 bilhões na última sexta-feira, dia 25 de julho. A variação representa uma queda de R$ 20,29 bilhões ou 42,9%.

O tropeço é ainda maior se comparado com o auge vivido pelo setor, em 2010, quando as empresas fecharam o ano com valor de mercado estimado em R$ 55,1 bilhões, o pico da valorização.

Das 19 empresas analisadas pela Economática, 13 tiveram queda de valor de mercado. A companhia com maior recuo foi a Viver (-92,7%), seguida pela Rossi Residencial (-83,5%), Sultepa (-79,9%), Brookfield Incorporações (-74,7%) e PDG Realty (-74,7%).

Outras seis, porém, mostraram melhora. A maior delas foi verificada na EZtec (179,0%), seguida por Helbor (135,8%), JHSP Participações (8,1%), João Fortes (7,6%), Direcional (4,7%) e Even (0,29%). Nesses casos, a expansão dos lançamentos de novos projetos imobiliários foi mais moderado, o que implicou em menos complicações operacionais.


Últimas postagens

https://revista.zapimoveis.com.br/noticias/mercado-imobiliario/

...


Lançamento de Imóveis no Rio crescem na contramão do país. - Exame.com

Rio de Janeiro - As construtoras e incorporadoras do país estão colocando o pé no freio nos lançamentos para se concentrarem em vendas de estoques, mas o Rio de Janeiro, umas das principais praças i...


Bairros com aluguéis mais caros e baratos de São Paulo - Exame.com

Bom para os inquilinos São Paulo - Os aluguéis na cidade de São Paulo tiveram a menor variação anual desde maio de 2013, segundo a Pesquisa Mensal de Locação do Secovi - SP d...


Imóveis, casas, apartamentos, lojas, galpões, terrenos, chácaras, mogi das cruzes.